30 novembro, 2011

Quantas vidas tem uma mãe?

Morro várias vezes por dia. De tanto amor. Nos momentos mais remotos do nosso dia-a-dia me pego abobalhada olhando para aquele rostinho miúdo, aquele olho azul, aquela covinha na bochecha direita, aquele cabelo enroladinho assanhado, aquela pele branquinha, os olhares curiosos, as caras engraçadas que ela faz. Observo o jeito que ela segura as coisas, o jeito que se movimenta. Morro de amor! É muita graciosidade pra um bebê só. Tenho em casa todo o amor desse mundo em forma de mini-pessoa.

Eu a vejo crescer e se desenvolver, aprendendo a se comunicar, a se alimentar sozinha, como compreende, como raciocina, como é inteligente... Morro de orgulho!

Aí invento de ensiná-la a pegar no sono em seu berço ao invés de no nosso colo. E sofro uma morte dolorida demais. Morro de dó ao vê-la pegar no sono sozinha. Minha vontade é de tirar ela daquele berço, a segurar bem forte em meu peito e nunca mais soltá-la.

Morro, morro, morro.

10 comentários :

  1. Aiiii, sabe q não tentei isso ainda? Amo domir junto e dormiria junto até que ele saísse de casa pra casar. kkkkkkkkkk Acho q aí nunca vai acontecer, quem namoraria um rapaz q ainda dorme com a mãe não é mesmo? Vou ter q fazer isso, não sei como, não sei como mas vou fazer :-(

    Pretendo comprar um colchão e coloca-lo direto la, sem berço mesmo (como a pedagogia Montessori).

    Vou esperar esse restinho de ano...rsrs

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Aqui inventamos da Malu voltar pra nossa cama. Agora não sei como vou colocá-la de novo no berço. Vou morrer de saudades rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Aiiiii amiga, sei exatamente o que você tá falando! Nós mães, temos mais vidas que os gatos... Também vivo morrendo por aqui.
    Quando a Analu tinha uns dois meses começou a dormir sozinha no berço, era uma maravilha porque ela dormia rapidinho. Mas logo que aprendeu a sentar não dormia sozinha de jeito nenhum. Agora que é "moça", muito menos! Pra dar um descanso para os meus braços, ela fica na minha cama, aí só assiste um dos dvd's dela e quando bate o sono deita no travesseiro e eu ou marido levamos para o berço. Assim não tem tanto stress e eu não preciso morrer mais uma vez... Hehehe
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Que texto lindo Dayane.
    Aqui compartilhamos a cama com a Lavínia durante a noite e e dia ela dorme no seu bercinho.

    Más se eu coloca-la para dormir durante a noite ela dorme também, o problema é o Pai deixar rs.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Ai amiga, Rafinha dorme sò no seio!
    e eu querendo tirar esse "costume" dela, quem sabe depois sinto saudade, mas por enquanto, tô querendo q ela aprenda a dormir sozinha, rsrs. Ando feito zumbì.

    A Leah e linda demais amiga, nao tem como nao babar e nao amar uma bebezinha dessas ;)
    beijos nossos.

    ResponderExcluir
  6. aa como não morrer com essas covinhas, LINDA LINDA!
    por aqui cama compartilhada ainda rola, mas confesso que já estou acostumando ela no berço, tem dias que fico igual zumbi, dai nem rola née! Beijãooo

    ResponderExcluir
  7. Lindissimo texto, Renan dorme no berço dele tem pouco tempo pois sempre dormiu comigo mais de manhã quando ele acorda para mama coloco ele junto comigo e o papai na cama Hehehe...Sua florzinha é linda, carinha de anjo que Deus continue abençoando a sua familia =]
    http://anjodmv.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. ...no dia em Sofia caiu do berço eu disse que as mães deveriam ser como os gatos, ter 7 vidas (se é que isso é verdade). Assim poderíamos morrer de susto, de amor, de fofurice...rs

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Agente morre mesmo, é muita delicia em uma pessoainha só! rsrsrs JC sempre dormiu no bercinho, mas dorme conosco, no colo e depois colocamos no berço, ainda não conseguimos fazer ele dormir sozinho... isso é uma grande evolução! rsrsrs beijos

    ResponderExcluir
  10. Dayane. Amor de mãe é amor que eu nunca vi igual. Choramos e rimos por tudo e nada. Intenso demais, maravilhoso demais. Beijos! Renata.

    ResponderExcluir