06 fevereiro, 2012

Curiosidade: o combustível do desenvolvimento

Crianças são seres altamente curiosos. Elas exploram, questionam, ponderam, e assim, aprendem. Desde o nascimento somos atraídos por coisas novas. Quando estamos curiosos sobre algo, queremos explorar. Quando exploramos, descobrimos. É assim que funciona com as crianças, a curiosidade é o combustível do desenvolvimento, mais tarde, do conhecimento. Ao ligar e desligar a luz inúmeras vezes a criança aprende sobre causa e efeito. Ao despejar água em diferentes recipientes, no chão ou na roupa, aprende pré-conceitos de massa e volume. Aprende sobre o doce do chocolate e o azedo do limão, sobre o calor do aquecedor e o frio do gelo.

Por que, para um bebê, qualquer coisa parece ser mais interessante que seus brinquedos? Porque querem explorar o que é novo, desconhecido. Experimenta dar um controle remoto, ou um celular velho para ele brincar. Pouco tempo depois ele perde o interesse e quer aquele outro alí, longe do alcance e que ainda não foi explorado. 

Alguns diriam que sou uma mãe permissiva demais. Eu prefiro: uma mãe que deixa a filha se desenvolver adequadamente. Cuido da segurança, que não quebre nada importante, e deixo sim que ela explore o quanto quiser. Se ela tenta subir em alguma coisa, eu fico por perto pra segurá-la se necessário. Se ela abre uma gaveta e tira tudo de dentro, eu arrumo depois. Se ela pega um pote de vidro na cozinha, eu troco por um de plástico e dou uma colher de pau pra ela fazer uma batucada. Se ela quer tirar todo o papel higiênico do rolo, eu tiro do alcance e dou um pedaço pra ela rasgar. Se ela quer meter a mão no fogo, não deixo, mas se quiser meter em copo cheio de gelo, deixo sim. Brincar com meu celular? Com panelas, controles remotos? Com a roupa suja do cesto, com um pacote de absorventes? Comer com a mão? Pode. Pode. Pode!

Para muitas crianças, a curiosidade é enfraquecida. "Não toque. Não suba. Não quebre. Não corra. Não grite. Não se suje. Não. Não. Não!" Há três maneiras que os adultos usam para enfraquecer a exploração de uma criança curiosa: o medo, a desaprovação e a ausência.

7 comentários :

  1. Oi Dayane! Muito oportuna a sua mensagem. Ontém mesmo eu lia uma matéria sobre a capacidade que só as crianças têem de pasmarem diante das coisas mais simples. E que nós, adultos, por vezes, não contemplamos.

    PS: Assim como o seu a URL do meu blog também mudou. O redirecionamento é automático. Mas, por garantia, altere o link da sua lista, por favor. Assim, Laura e eu não perdemos sua visita e de Leah!

    Beijos!

    Renata
    www.crescendojuntas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Dayane...

    Como era de se esperar, estou nessa fase também. Eu penso que o vocabulário motor está intercalado com as descobertas e a fala. Eu percebo que algumas crianças são propensas a desenvolverem mais um do que o outro, por pura aptidão. Alguns são mais curiosos, outros mais ativos, outros mais faladores. Mas a postura da mãe diante de toda essa aprendizagem é fundamental. Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, amiguinha

    Eu fiquei foi feliz de ver o link do blog aqui.

    Falando nisso, seu blog tá bonito, hein!

    Besitos

    ResponderExcluir
  4. ai amiga, eu amei isto!
    serviu para tudo. Eu tbm sou bem permissiva, mas com cuidados, Rafaella sempre esta brincando com papel, garrafa pet, caixinhas de remedio,ela gosta dessas coisas! os brinquedos dela tbm, mas as vzs olha e vira o rosto, tipo: mamae enjoei!rs.

    Acho muito bom isso, pra gente nao limitar o desenvolvimento delas, mas tbm aprendermos a educar no sentido da criança ir por exemplo na casa dos outros e querer tocar nas coisas...diga-se EM TUDO! eu nao gosto disso por exemplo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Adorei!!! Me identifico muito com vc!

    Tbm estava com saudades... fui procurar seu blog e cade? q susto! Ainda bem q vc deixou o outro endereço rsrs

    Vou tentar me atualizar nos seus posts aqui!

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Day!!! Também acho que eles precisam experimentar os sabores, as texturas, o cheiro, os barulhos. Eles são pequenos desbravadores do mundo! Delícia acompanhar tudo isso!!! Bjocasssssssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Aaaa eu concordo viu!
    criança tem mais é que descobrir coisas novas =)

    Beijão

    ResponderExcluir