09 fevereiro, 2012

A noite do terror

2:15 am. Leah resmunga no berço. Graças a minha audição super biônica, presente da maternidade, estou plantada ao lado da cria antes mesmo dela terminar seu suspiro. (Onde é que devolvo esse super poder? Não preciso mais e tem tanto pai por aí precisando...). Ela ta bem, chupeta na mão, deita a cabeça logo que vê minha figura, passo a mão em sua cabeça e volto pra cama. Pouco tempo depois Leah resmunga novamente. Ops, agora ela pode ter perdido a chupeta, vou lá. Não, só queria ver minha cara mesmo. Volto pra cama. Pouco tempo depois ela começa a choramingar. Ah, ela deve ta querendo um chamego. Vou lá, pego no colo, balanço um pouquinho, sussurro uma musiquinha, boto de volta no berço e volto pra minha cama. Pouco tempo depois ela chora. Isso não é normal, ela deve estar incomodada com alguma coisa, deve ser a fralda! Troco a fralda, ofereço água, balanço, dou beijinho, ela volta pro berço e eu pra cama.
3:00 am. Leah chora. Deve ta de palhaçada! Se eu não for lá ela volta a dormir sozinha, penso. Marido acorda. Digo que já fui lá quatro vezes, que já troquei a fralda, já dei colo, não sei mais o que fazer. Será que ela tá com fome? ele pregunta. Não sei, será? Dou uma mamadeira pra ela, deixo a chupeta do lado. Pronto, acho que agora ela dorme. Leah termina a mamadeira e começa a chorar. Agora é tua vez, José. Marido, claro, opta pelo mais fácil, trazer ela pra nossa cama. Ok, nossa cama é infalível, agora a gente dorme. Nos aninhamos os três, Leah no meio. Mas ela não quer cobertor e quando o chuta me descobre um pouco, eu só durmo toda coberta, daí que puxo o cobertor um pouquinho pra cobrir meu ombro. Leah se irrita e começa a chorar novamente. A gente tenta acalmar. Ela joga a chupeta longe. Esperneia. Tá bom, se é pra ficar chorando, vai chorar lá no teu quarto. Segundos depois, um barulho gigante. Eu e Alex demos um pulo ninja da cama e corremos, achando que ela tinha caído do berço. Ela havia derrubado o humidificador de ar que estava bem perto do berço. Água pra todo lado. Lá vamos nós, 4 da madruga, enxugar chão. Depois disso, toda trabalhada na paciência e no amor, sento com Leah na cadeira de balanço para niná-la. Vejo que não vai rolar dela dormir no berço e vou com ela pra nossa cama. Ela só quer saber de chorar. Nisso ela estava sentada na cama, sentei também e quando tentei acalmá-la com um abraço, ela vomita bem dentro da minha blusa. Nojento. Asqueroso. Podre. Quase vomitei também, de tanto nojo que tive. Vou me lavar e Alex troca Leah.
5:00 am. deitamos novamente os três na cama. Finalmente dormimos.

Em 1 ano e 7 meses, nunca tivemos nada, nem de longe, parecido. Mas tudo nessa vida tem uma primeira vez. Bom que foi só uma noite mesmo, na noite seguinte ela já voltou a dormir feito uma anjinha.

12 comentários :

  1. Oieee Dayanee...
    Tava cometando no Batatinha-tinha e ví seu link, resolvi clicar e te conhecer.
    XD

    Bomm... Quanto a sua bebê... Passei por uma fase exatamente igual, talvez minha pequena fosse um pouquinho mais nova, 1 ano e 2 meses mais ou menos, tava ficando muitooo estressada! Num sei se com você acontece, mais você (sem exagero) meia hora ninando e ela dorme, quando vai colocar no berço, chorooo denovoo!!!
    Pois é... Levei no pediatra e tudo, o pediatra chegou a passar um calmantinho (nunca tive coragem de usar) e muita gente falava pra deixar chorar mesmo (também não tive coragem de fazer). Mais o fato é que ela quer sua atenção mesmo, sua caminha, e quer que vc goste disso, além de tudo!! HauhaUAHUAH
    Booom, no meu caso passou com o tempo mesmo, não me lembro como, mais me lembro que no fim eu me rendi a ela viu!!
    =D

    Grande beijo
    e desculpa a invasão aí!!!
    rSRSrS

    ResponderExcluir
  2. Tadinha amiga!

    Rafaella esta me fazendo isso TODO SANTO DIA! dorme, ai acorda chorando e so quer seio,pra acalmar, ela fica chupetando, nao aguento mais, se eu tiro o seio da boca dela, ela acorda e começa a choramingar. Vou providenciar uma chupeta jà, pois as q ela tem nao pega por ser mto grandes, mas ta dificil...

    Leah nao se sentia bem msm...como sempre digo, bom seria se elas conseguissem expressar aquilo q sentem neh?

    Mas enquanto isso nao acontece a gente tem q se desdobrar em 4, pra "adivinhar" o q se passa...bjinhos.

    ResponderExcluir
  3. Vixxiiii, a Leah também faz essas peraltices na madruga é?...rs...não sei se é fase, se são os dentes, o calor (que aqui tá insuportável!!!!), mas algumas noites também são agitadinhas lá em casa...e quanto ao ouvido supermasterpuls, quando souber onde devolve essa habilidade me avise amiga...rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Oi Dayane,

    Olha, passamos por algo parecido quando a Bia tinha 1 e meio. Tava muito sol e ela nao queria dormir. Foi bem difícil e não foi só uma noite. Mas eu não a trouxe para nossa cama, nem dei mamadeira, nem água, nem troquei a fralda, nada. Eu ficava do lado do berço dela, batendo no bum bum, ou só fazendo shhhh... Eu Não saía do quarto, que estava todo escurecido pra ela entender que era noite. Até que ela melhorou e voltou a dormir. Um dia eu saí tão cansada do quarto dela que chorei sabia? Estava exausta mesmo... Mas pelo menos passou!

    beijo

    ResponderExcluir
  5. Dayane,
    Como tem momentos difíceis... mesmo porque ainda não falam, não sabem expressar realmente o que estão sentindo. Também já vivemos situações similares e confesso que tem hora que entrei em desespero de não saber o que era... Nesses momentos dá-lhe o marido que ajuda de montão...rs
    Um beijo e ótimas noites para vocês.

    ResponderExcluir
  6. Caramba! que loucura! Ontem o batatinha acordou umas 3 vezes, mas ainda era por volta de meia-noite. nao sei o que aconteceu pq ele nunca acorda, parecia estar com dor de barriga, mas nao fez nada... fui la algumas vezes e ele dormiu de novo, graças! \o/ hehe

    ResponderExcluir
  7. Ser mae eh padecer no paraiso nao eh nao? Hehe. Sabe que oLuca fez isso ontem? Acordou aos berros e nada o acalmava, eu e o Ryan tivemos que ficar embalando ele no colo que nem um recem-nascido! Mas nao teve o vomito no final!! E ela esta melhor? Olha so queria comentar no o seu post sobre deixar explorar, parece que tirou palavras da minha bota ao escreve-lo. Aqui em casa tambem eu deixo o Luca brincar a vontade. Tenho uma do de bebes que so podem brincar em cercadinho!! Voce eh uma otima mae, e muito linda tambem, so acho que voce mora muito longe hehe

    ResponderExcluir
  8. ah, tadinha, vai ver estava mesmo passando mal do estômago, por isso o choro.
    mas a gente se acaba, né? só que aqui em casa quem recebeu o dom da super audição foi o Dri. ele é sempre o primeiro a acordar.

    ResponderExcluir
  9. Hum!!! Isso é terrível!
    Ainda bem que ela já está bem!!!
    Obrigada pela visitinha lé no blog!
    Adorei o seu e estou te seguindo!!!

    Beijos!

    Lívia.

    ResponderExcluir
  10. Isso já aconteceu com a Beatriz um dia que ela passou o dia na casa da minha tia e minha tia resolveu dar toda a comida da casa para ela comer. Mas foi bem trash, bem o exorcista, porque não dava tempo de levantar para limpar um vômito que ela vomitava novamente, tivemos de jogar o colchão FORA. Assim trash é pouco. Mas depois a gente ri da nojeira!(ou não!)


    Beijos

    www.parabeatriz.com

    ResponderExcluir
  11. tadinhaa! No fundo ela não estava se sentindo bem, por aqui já aconteceu mais de uma noite.
    Não é nada facil, ficamos ali tentando adivinhar o que pode seer e essas coisas so acontecem de madrugada né hahaha
    beijão

    ResponderExcluir
  12. q perrengue ,rsrs
    esses dias Alanis tava com dorzinha de barriga, cocozinho mole, vazou da fralda , caiu na sala, e ela ficou "Escorregando" no cocô, dayaneee, quase morriiiiii,rsrs
    coisas de mãee.rsrs

    ResponderExcluir