05 março, 2012

Poltrona reclinável, sua linda!

Uma das melhores coisas que compramos para a chegada de Leah foi a poltrona para amamentar. Minha relação de amor com ela começou já nos primeiros dias com Leah em casa, quando não conseguíamos fazer ela dormir deitada, só dormia em cima de mim ou do pai. Na nossa cama eu tinha medo de me virar por cima dela então eu ia pra poltrona e dormia lá. A poltrona reclina e levanta o suporte para os pés, confortável demais, era uma delícia dormir com meu toquinho de gente grudada em mim. Mas isso foi só nas duas primeiras noites em casa, até conseguirmos fazer ela dormir no seu cantinho. Meu amor pela poltrona só cresceu no decorrer dos 14 meses de amamentação, ela (a poltrona) mais a almofada de amamentação eram minhas melhoras amigas na hora de alimentar minha bezerrinha. Se eu me sentia cansada por amamentar a cada duas horas, dia e noite? Que nada! Eu descansava enquanto amamentava, tinha uma dificuldade enorme de me manter acordada. Quantas vezes acordei no meio da madrugada, lá sentada com Leah roncando nos meus braços e sem a mínima idéia de quanto tempo eu tinha dormido. Pra mim, uma poltrona de amamentação bem confortável é item indispensável no enxoval do bebê!
11:30 da noite passada, Leah teve seu sono interrompido por uma crise de tosse e nariz congestionado. Alex foi lá a fazer dormir novamente, mas quando botava no berço ela tossia e chorava, claro que não queria ficar doente sozinha no berço. Levar ela pra nossa cama não tem funcionado, ela fica mais acordada lá. Então peguei um copo d'água (pra Leah), um cobertor, a própria, me acomodei na poltrona. Entre uma tosse e outra, um pedido de água e outro, e bem aquecida pela febre da pequena, consegui dormir relativamente bem até as 4:20 quando Leah acordou e ficou se sacudindo toda. Precisei ir ao banheiro e deixei ela na cama com o pai, depois me deitei com eles, mas Leah ficou ligadona, então o papai foi pra poltrona botar ela pra dormir. Terminei minha noite de sono na cama e acordei com a mesma disposição como se tivesse dormido uma noite inteira ininterrupta.

O que seria de mim sem essa poltrona??

02 março, 2012

Um dia na nossa vida

A querida Tássia do The Oliphant Family teve  a idéia de  filmar um dia inteiro na vida do gatinho do filhote dela. A idéia fez sucesso, achei muito legal, e quando ela fez o convite pra mostrar um dia na nossa vida também, não resisti. Aqui não temos rotina, nem planejamento, nem nada, sigo no maior estilo "deixa a vida me levar" ou melhor, "deixa o dia me levar". Daí começei a filmar um dia qualquer sem ter certeza se publicaria ou não. Ignorem minha baranguiçe, as repetições (fico neuvosa com a camêra, as palavras fogem), a qualidade ruim e tremedeira dos vídeos. To morta de vergonha de mostrar essa minha cara que pensa que ainda é adolescente, pela manifestação descontrolada de espinhas. Mas a idéia é mostrar a vida como ela é, então vamo simbora.

Um dia na nossa vida from Dayane Kendrick on Vimeo.