25 setembro, 2012

A descoberta do sexo

Maridão chegou e qual foi a primeira coisa que fomos fazer? Comer uma tapioca? Curtir uma praia? Nada! Ele chegou no domingo a noite e na segunda de manhã já fomos pra clínica fazer uma ultrasom! Ansiosa eu? Imagina! Parecia mentira que ja íamos saber o sexo, fiquei até com medo de não conseguir ver. Mas vimos, muito bem e por sorte porque depois a médica tentou ver de novo pra tirar uma foto e o baby tinha sentado e não mostrou mais nada. Vem aí...


Uma MENINA!!

Errei bonito achando que era menino. Acho que porque na gravidez de Leah eu só tinha olhos pra coisas de menina, dessa vez fiquei mais aberta ao mundo masculino. Mas não vai ser dessa vez que vou me jogar no azul. Minha mãe e Leah estavam com a gente e na hora a médica não falou "é uma menina", falou "é uma irmã". Lembrei de como eu quis tanto ter uma irmã e fiquei muito feliz por Leah. É a quinta neta da minha mãe, só sai mulher nessa família.


Agora é segurar a ansiedade pra conhecer essa menininha. Ficamos imaginando como ela vai ser. Se vai ter o cabelo escuro e olhos castanhos, bem diferente de Leah. Ou será que vão ser parecidas? Saberemos em Março...  

18 setembro, 2012

Pinga fogo trolladora e a falta que o pai faz

Leah anda tão danada esses dias, tanto que recebeu o apelido de pinga fogo. Ela apronta e ainda ri da sua cara. Como no dia que estávamos jantando e ela jogou um copo de suco em mim e riu. Ela aponta o dedo indicador pra você, joga a cabeça pra trás e dá a risada maquiavélica "a-ha-ha-haaaaa". Que falta eu sinto do pai pra assumir o comando quando eu já to com a cabeça quente e também pra ajudar com os cuidados básicos, dar banho, escovar os dentes, botar ela pra dormir, trocar fralda suja, etc. Eu que não dava conta de ser mãe solteira. Ela fica mais danadinha principalmente quando ta com a prima e o tio, fica tão animada em vê-los que vira um furacãozinho. E como na casa da vovó não tem muitos brinquedos a distração dela é fazer do sofá trampolim, correr loucamente e aprontar todas. Mas ela ainda mantém o estilo de sempre "Sugar & Spice", contrastando a sapequisse com a doçura.
 
Juro que sou uma anjinha

12 setembro, 2012

Brasil, Brasil...

E já tem mais de uma semana que eu Leah estamos aqui na Paraíba. As vezes esqueço como a viagem até aqui é longa. São 1h30m de carro de casa até o aeroporto. Tem sempre uma conexão ainda nos EUA e outra no Brasil. Dessa vez nossa rota foi Minneapolis-Chicago-São Paulo-João Pessoa. E ainda tem mais 1h30m de carro até minha cidade natal, Campina Grande. São 14 horas em avião, 6 horas em aeroportos e 3 horas em carro, gente! Tadinha de Leah quando chegou em São Paulo ela falou "Êêê acabou!". Ah se fosse, filha. Mas ela se comportou super bem, durmiu bem, fizemos boa viagem, deu tudo certo. Graças as filas preferenciais nao perdi meu último voo e que bom que as pessoas avisam, porque eu esqueço que temos esse privilegio aqui e sempre vou pro final da fila.

To so curtindo a comida boa da minha mainha e a falta do que fazer. Hehehe Leah que não curte muito o ócio. Até hoje ela ainda tava estranhando a vovó e sem aceitar fazer nada com ela, tudo tinha que ser a mamãe. Hoje ela saiu pra passear sozinha com minha mãe e brincou bastante com ela, espero que so melhore pra que ela possa me dar uma folguinha. Eu sempre cuido dela o dia todo mas pelo menos tem ajuda do pai a noite, ela sem aceitar ajuda da vovó deixa a mamãe esgotada.

Onde vamos aparece gente estranha falando e mexendo nela, ela fica toda assustada, coitada. E como o povo se preocupa e cuida da cria alheia hein?

Leah gamou na priminha Layla e todos os dias chama "babyyy, babyyy", mas quando estão juntas Leah praticamente não a deixa brincar com nada, arranca tudo da mão dela e Layla quando pode desconta agarrando Leah muito forte. No fundo elas se amam e ficamos felizes que chegamos bem em tempo para o primeiro anivérsario da princesinha.


Achei que os enjoos tinham acabado, mas essa semana enjooei e vomitei todo meu café da manhã. Acredito e espero que tenha sido a última vez. Papai chega dia 23 e vai ficar os últimos dias aqui conosco. To vendo se consigo fazer uma ultra aqui quando ele chegar e quem sabe descobrir o sexo desse serzinho que me habita.  

Campina Grande, PB

01 setembro, 2012

NY sem criança!

Voltamos! A viagem foi tudibom! A única coisa ruim foi que passou muito rápido. Ow coisa boa viver de passear, não ter que cozinhar e voltar pra um quarto limpinho e com cama arrumada. Queria essa vida todo dia! Hahaha Não morri de saudades de Lilica, mas quase morri de dó quando minha sogra disse que quando ela acordou perguntou por nós e pediu pra ir casa! =˜ Ela sentiu nossa falta, sentiu falta da rotina dela, mas ficou bem. E como a fala dela mudou em 4 dias! Ela ta botando mais palavras juntas, pronunciando melhor, fala frases novas. Fiquei, como se diz na minha terra, abestalhada com essa mudança tão rápida. 

Mas deixa eu contar da viagem. Saimos de casa Segunda-feira 4h da madruga (o aeroporto fica a 1h30m daqui). Depois de um atraso de mais de 2 horas no voo por causa de um radar quebrado do avião, chegamos em NY já no meio da tarde. Ficamos em um hotel maravilhoso, lindo, moderno e finérrimo no Times Square, bem no meio da muvuca. 

Vista do nosso quarto. 45˚ andar
No hotel tem somente 16 elevadores modernosos
Um dos restaurantes do hotel
Nos acomodamos no nosso quarto, tomamos um belo banho, jantamos uma pizza no Times Square mesmo e olhamos algumas lojas enquanto esperávamos dar a hora pra ir ver um show. 

Oi, eu sou turista!
Lá no meio do Times Square tem essa escadaria onde as pessoas ficam sentadas só olhando o movimento. Programaço, visto que lá aparece todo tipo de "beldades".

Nosso primeiro show foi Blue Man Group. É um show teatral com música, comédia, multimídia, etc. Apesar de ter achado a comédia muito bestinha (sou do tipo difícil de achar graça com besteira), todo o resto é incrível e bem diferente do que se vê por aí. Eles não deixam tirar fotos nem filmar, mas achei uns videos no youtube e juntei algumas partes pra vocês terem uma idéia de como é.


Voltamos pro hotel de limousine porque uma vez na vida pode somos chiques, benhê!

Pobre quando faz dessas coisas tem que se amostrar, me deixa!

Terça-feira foi dia de bater muita perna, se peder no metrô e tudo mais. Só deu tempo mesmo pra ver o  memorial das torres do World Trade Center e a Estátua da Liberdade.

Uma das novas torres do WTC está quase pronta.
No lugar das torres antigas foram feitas duas piscinas com água em cascata que escorre para o centro da terra. Ao redor das piscinas tem os nomes de todas as vítimas do ataque e há um museu em construção.

WTC Memorial 

A esfera era localizada entre as torres gêmeas. Foi resgatada dos escombros dos edifícios destruídos, milagrosamente, com apenas alguns danos e agora é vista com um símbolo contra a violência. Foi transferida para o Battery Park e rededicada com uma chama eterna em memória às vítimas do 11 de setembro. Depois irá para o museu no memorial.


A Esfera antes dos ataques
A visita à Estátua da Liberdade é um passeio muito gostoso. A ilha tem uma vista linda pra área de Manhattan, um ambiente super agradável e cada visitante recebe um tour gravado e fones de ouvidos. Nada de um guia gritando para um grupo de pessoas onde ninguém escuta nada. Você vai com o seu fone de ouvido, a gravação diz pra onde você ir, onde parar e você aproveita cada detalhe e escuta toda a história tranquilamente. Coisa de primeiro mundo. 

Lady Liberty

Sabia que a Estátua apesar de parecer maciça, ela é totalmente oca, feita de cobre e a estrutura tem a finura de apenas duas moedas juntas? E que originalmente tinha a cor dourada (por ser de cobre) mas reações químicas formaram sais de cobre na superfície dando essa cor esverdeada? Foi um presente dos franceses no centenário de independência dos EUA. A história toda e cada simbolismo é muito interessante. Vocês precisam ir lá fazer o tour! Hehehe

Manhattan ao fundo

Jantamos no Hard Rock Café, me senti realizando um sonho da adolescência. Haha É como qualquer outro restaurante americano, se diferencia só pela decoração de rock mesmo. 


Quarta-feira foi dia visitar o Empire State Building, Grand Central Terminal, Museu de história natural, Central Park e show da broadway. 

O Empire State Building foi por mais de 40 anos um dos prédios mais altos do mundo até a construção das torres gêmeas. Depois da destruição das torres, o Empire State voltou a ser o prédio mais alto de NY e já foi superado novamente pela nova torre do WTC em construção. No topo tem um observatório que permite uma vista incrível em 360˚ para a cidade de NY.



O Grand Central Terminal é a famosa estação de trem, cenário de todos os filmes dessa vida. É linda, pena que não tirei fotos mais detalhadas. 



O Museu de história natural é enorme e infelizmente não tivemos tempo pra ver nem a metade. Recomendo ir com muito, muito tempo disponível.

The American Museum of Natural History
Mozão na sua parte favorita, dinossauros!
E bem pertinho do museu fica o Central Park!




A praia de NY
A noite vimos um show da broadway: O Rei Leão. Mágico como se diz. Uma palhinha do show aqui.


E pra terminar a viagem jantamos em um restaurante maravilhoso, romântico, chique, fino, elegante e sincero, no topo do hotel que gira pra que você veja em 360˚ a bela vista de NY a noite. O restaurante é um círculo, o buffet fica fixo no centro e a área com as mesas vai girando devagarinho. Toda modernidade do mundo você encontra no Marriot Marquis, o melhor hotel de NY! Rá!

Peguei essa foto na internet pra mostrar como é.

Claro que meu marido não deixaria a ocasião passar batida. Ele pediu meu anel, se levantou, chamou a atenção de todas as pessoas no restaurante, fez uma declaração de amor, se ajoelhou e me pediu em casamento! Me deixou com os olhos lacrimando e quase morta de vergonha. As pessoas aplaudiram, tiraram fotos e vieram nos parabenizar. Eu não sabia onde enfiar a cabeça. Logo depois que eu disse pra ele guardar a aliança dele, uma senhora muito simpática veio ver meu anel, perguntou quando a gente ia casar, etc. Nessa hora fingi que não falava muito inglês e deixei ele, o mentor, continuar com as invenções. Nem precisamos pagar nossas bebidas como presente do restaurante. Uma moça veio nos mostrar as fotos que ela tirou e ficou de nos mandar por email, se um dia ela mandar mesmo, eu atualizo esse post com as fotos. Ele é louquinho, mas foi muito divertido. Ah, eu disse "sim". Porque com ele eu casaria de novo e de novo e de novo. 

Recém-noivos 
E assim terminamos nossa viagem. Na quinta pela manhã ficamos por perto do hotel fazendo comprinhas antes de ir para o aeroporto. O tempo foi pouco pro tanto que se tem pra ver em NY, mas curtimos cada momento. Essa era uma viagem que Alex falava em fazer desde que nos casamos. Achamos que ainda não daria esse ano, mas fizemos acontecer e valeu muito a pena zerar todas as contas.