11 outubro, 2012

É tempo de mudança

Juro que não é propaganda política. Hehehe 

Eu estava esperando voltar pra casa, depois das férias no Brasil, pra fazer umas mudanças por aqui com a pequena Leah. Primeiro seria passar ela do berço pra cama e segundo começar o desfralde.

Na verdade eu queria já mudar o quarto todo. Fazer uma nova decoração e tirar os móveis de bebê: berço, cômoda/trocador e poltrona (que vão pra irmã), e deixar no quarto só a cama e uma estante com  livros. Mas o orçamento não ta deixando nem mesmo comprar um colchão pra botar no chão e fingir que é um quarto Montessoriano. Hahaha Meu plano era pra quando a gente chegasse do Brasil ela já ter a cama, mas não deu. Lá pra botar ela pra dormir eu deitava com ela na cama e a esperava dormir. Como ela passou um mês lá dormindo numa cama comigo (e depois num colchão no chão quando o papai chegou) eu não queria voltar pra casa e botar ela no berço novamente. Então logo que chegamos retiramos a grade lateral do berço, transformando numa mini cama. Na noite que chegamos em casa eu estava tão cansada que fui dormir às hr 8:00. (Contei que voltamos todos no mesmo dia e mesmo horário, mas marido foi em um voo diferente? E que esqueci o carrinho de bebê no brasil e andei horrores nos aeroportos carregando Leah e uma bolsa feita de chumbo? E Leah deu muito trabalho já no primeiro vôo me fazendo chorar junto com ela? Entonces, cheguei em casa um caco). O pai que cuidou de tudo e nem sei como ele fez pra botar ela pra dormir a primeira noite em sua caminha. Ela acordou de madrugada e não queria deitar. Não gostou de acordar e ver que estava sozinha no quarto, queria colo. Como tava demorando pra ela dormir e eu estava com a bexiga cheia, fui ao banheiro e chamei o pai, ele que botou ela pra dormir de novo. Ela continuou a acordar nas madrugadas dos primeiros dias, mas não foi pela mudança do berço pra cama e sim de voltar a dormir em um quarto sozinha. Agora já ta dormindo a noite toda. Ela ainda não consegue abrir a porta porque as maçanetas aqui são redondas. Daí quando acorda ela bate na porta pra gente ir abrir. Coisa fofa.  Mais pra frente quero deitar ela cama, dar boa noite e sair do quarto, mas por agora a gente ainda fica no quarto até ela dormir e tá tudo indo muito bem.


Quanto ao desfralde, não comecei ainda. Estou amadurecendo a idéia. Depois faço um post sobre isso.                                                    

10 comentários :

  1. Estou exatamente no mesmo barco. Transformamos o bercinho em uma mini cama. Cecília não deu piti nem nada, mas eu tenho o maior medo dela cair, aí coloco dois edredons dobrados no chão.
    E quanto ao desfralde, tbm ainda estou me preparando. Como meu marido estará de férias em dezembro, acho que a hora será essa!
    rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Hi, ainda não transformei berço em nada, até pq o Davi dorme mais na nossa cama, junto com a gente, do que no berço. Mas já começo a pensar no desfralde (só q me dá uma preguicinha...).

    bju

    ResponderExcluir
  3. Dayane, estou me especializando nessa fase. Nos 3 primeiros dias foi tudo tão perfeito que achei que ia me graduar em uma semana. Mas não. Ela descobriu o poder de sair solta, me endoidou e pense num retrocesso? menina tá no berço de novo! Amanhã recebo visita do Brasil e não queria ter tanta mudança ao mesmo tempo... Céus! Que loucura. Eu devia ter esperado, mas na hora, nem pensei que a transição seria de algumas semanas.... Beijos e boa sorte. (Um mimo ela dormindo na mini-cama!)

    ResponderExcluir
  4. Dayane, ficou muito bem bolada a mini cama da Leah. O desfralde vai ser cansativo, mas com UM POUCO (rs) de paciência você consegue e depois nem se lembra mais do "baile" inicial que a gente leva.
    Abraços
    Manoel

    ResponderExcluir
  5. Que delícia ver os filhos crescendo!!! Eu quero muito fazer um quarto montessoriano por aqui, mas falta espaço e grana. Mas confesso que ainda não tive coragem de colocar o meu pequeno em uma caminha...dá um medinho dele voltar a dormir horrivelmente péssimo, como antes.

    Com quantos aninhos a sua pequena está?

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Bem pensado Dayane. Vale fazer esse processo de mudança bem antes do nascimento do bebê. É importante que não pense que está indo para a cama para ceder, dar o lugar para a irmã. Nesse momento é importante pensar que estão fazendo isso pois já está crescida, para que tenha um espaço bacana. Acho que esse é o caminho, ficar ao lado e mostrar toda segurança do mundo. Também fiz assim com o Thomas e foi tudo muito bem até o nascimento do Lucas...hahahaha
    Obrigada pela resposta lá no meu blog. Que praia linda, linda!!!! Beijos

    ResponderExcluir
  7. Só de ler o relato da volta pra casa, fiquei cansada! A gente fica exausta mesmo! Mas tenho certeza que com calma e paciência, vão conseguir e tudo estará nos "trinques" quando o baby vier! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. medo da cama rs
    Bryan dorme na cama com a gente, e como o berço dele ficará pra irmã,teremos que comprar uma caminha.
    Mas já tô vendo o chororô.
    Sobre o desfralde, só não comecei aqui pela preguiça...aff
    bjos

    ResponderExcluir
  9. Dayane! Ficou muito boa a transformação do berço de Leah! Beijos!

    ResponderExcluir