22 novembro, 2013

8 meses de Kylie


Quando eu penso nela recém-nascida não consigo lembrar de muita coisa. O tempo passou tão rápido que nem parece que essa bebê sapeca e cheia de personalidade já foi tão miudinha. 

A fase de engatinhar é muito gostosa, dá vontade de encher a casa com essas delícias engatinhantes. Mês passado ela ainda tava começando, ia devagarinho, chorava porque não conseguia me alcançar e não ia muito longe. Agora ela é rápida e ágil, vai atrás de mim, anda a casa inteira, vai de um comôdo pra outro sozinha. E o melhor, vai feliz. Ela vai pra sala de brinquedos e fica lá brincando. E também aproveita pra manter a limpeza da casa, todo cisco que encontra vai pra boca, é praticamente um aspirador.  

É uma eletricista em potencial. Adora fios e sabe bem onde encontrá-los. 

Ela se levanta segurando nas coisas e quer ficar assim o tempo todo. Em tudo ela se apoia e se levanta. Quando estou parada em pé, geralmente na pia, ela vem e se levanta puxando minha calça e fica em pé agarrada nas minhas pernas. Se sento no chão ela fica subindo em mim, meu grudinho.  

Também já consegue se mover um pouquinho segurando nas coisas.


Nesse mês a personalidade entrou em erupção. Como é  brava essa zoiuda!! Ela sabe muito bem demonstrar quando não gosta de alguma coisa, grita super irritada e dá chilique. Quando com raiva ela abre a boca e mete a cara no chão! Agora imagina a menina que demonstra sua frustração com todas as forças e uma irmã que ta sempre tirando as coisas da mão dela ou aperreando de alguma maneira? Pois é, sossego a gente não vê por aqui.  

Às vezes ela dorme sozinha. Não que eu esteja tentando fazer isso, acho que já falei antes como gosto de ninar as meninas. Mas às vezes Kylie tá cansada e quando eu tento botar ela pra dormir, ela não para de se mexer e se empurrar dos braços, daí eu a deito no berço e a maioria das vezes ela dorme sozinha, outras não. 

Agora ela deu pra recusar com todas as forças a chupeta. O normal pra dormir era ela mamar e quando terminar pegar a chupeta e dormir. Mas nos últimos dias ela acaba de mamar e quando eu tento dar a chupeta ela vira a cara, empurra minha mão, se irrita e não dorme. Daí quando eu deito ela no berço, ela bota o cobertor no nariz, pega a chupeta e dorme. Humf, magoei! Problema é que ela faz isso de madrugada também. Quando acorda ela vem pra cama mamar, daí ela dorme e fica lá chupeitando. Incomoda, eu tiro e tento dar a chupeta, ela recusa e se irrita, começa a chorar. Eu me irrito e dou o peito de novo, já dolorido, eu não consigo dormir enquanto ela não soltar. Ela quer ficar plugada, eu não quero. Ou seje, já deu pra entender que a gente não ta domindo muito bem aqui né? Mas todas as noites eu acredito que vai ser melhor e que essa fase dela de ódio com a chupeta vai acabar logo. Acho que o quê ela quer mesmo é dormir nos peitchos mas parece entender que quando deito no berço não tem peito daí ela aceita a chupeta. Tudo bem pra mim, ta ótimo assim, só precisa funcionar de madrugada também.

Ela dança e canta. Quando tá sentada ela dança levantando os pézinhos e quando tá em pé ela dá pulinhos. E canta comigo quando eu canto pra ela e às vezes ela canta pra dormir. Coisa mais linda!

05 novembro, 2013

Halloween 2013

Esse ano eu separei alguns personagens que Leah gosta - sereia, princesa, Minnie Mouse, Moranguinho, etc - e pedi que ela escolhesse qual ela queria ser pro Halloween. Ela escolheu sereia. A fantasia de Kylie veio por consequência, caranguejo pra ser tipo Ariel e Sebastião. Mas Leah não quis ser uma sereia qualquer, não queria ser Ariel, queria ser uma "Pink Mermaid". E a fantasia de caranguejo é na verdade de camarão (com pé de pato), mas quem liga? Formaram uma duplinha fofa do fundo mar.


No final de semana anterior ao Halloween nós fomos pra festa na igreja. Teve um jantar delicioso, teve as crianças "trick or treating" pelas salas e teve um baile no final. Eu sou bicho do mato e não tenho coragem de ir la pro mei do povo dançar. Mas Leah… ah Leah. O oposto da mãe, ela é do tipo que fica no meio da rodinha. Dançou do começo ao fim com pausas só pra dar umas mordidas nuns doughnuts  e beber uma aguinha. 



No dia de Halloween eu fui a tarde com as meninas trick or treating no shopping. Todas as lojam participam e o bom é que da pra pegar uns treats diferentes - pipoca, sorvete, e até biscoito da sorte. Pra mim a melhor parte é estar quentinho dentro do shopping, sem precisar pôr um casaco enorme por baixo da fantasia. 


Com a BFF dela
No primeiro dia de uso a fantasia de Leah se rasgou toda. Eu dei uma ajeitada pra ela usar no shopping, mas como a fantasia era um pouquinho comprida ela ficava pisando em cima da cauda. Daí pra ir pro trick or treat nas ruas mais confortável ela se vestiu com um vestido de princesa que eu havia comprado um tempo atrás só pra ela brincar em casa. É o vestido da Rapunzel, mas ela dizia que não era Rapunzel, nem Princesa Leah. Era "Princess Purple". Pra mim, era a Princesa do Polo Norte.


Abram caminho para a realeza passar


Leah agora pensa que pode ir trick or treating quando quiser, qualquer dia. Como se já não tivesse doce suficiente em casa...