09 setembro, 2014

Curtindo a natureza

Há muito tempo que marido eu falávamos em acampar. Ele acampou muito quando criança, mas eu nunca tinha acampado assim de verdade. Marido teve um verão bem ocupado e por isso mesmo precisávamos escapar um pouco e gastar um tempo em família. Então quando apareceu uma brechinha na agenda, não deixamos escapar. Não ficamos nem 24 horas, mas foi um bom tempo pra gente se curtir. 

Não sei como é em outros lugares, mas aqui não é só chegar em qualquer lugar e armar sua barraca onde quiser. Os parques estaduais (tipo reservas florestais) tem áreas específicas para acampamento e você tem que se registrar antes. Alguns espaços dá até pra reservar.  

Leah tem um livro sobre uma menina que vai acampar e sempre que líamos esse livro ela falava "eu queria poder assar marshmallows na fogueira". Foi tão legal levar Leah pra fazer as coisas como a menina do livro. 

Na semana anterior Leah havia levado uma picada de mosquito perto do olho e amanheceu no dia seguinte com o olho tão inchado que não conseguia nem abrir direito. Ela ficou com pavor de mosquitos e eu sabia que ia ser um problema quando fôssemos acampar, mas formos armados com muito repelente e positivismo. 

Chegamos lá no finalzinho da tarde e tinha muito mosquito. Leah começou a berrar logo que saiu do carro. Mesmo com repelente eles voavam por todo lado e dava pra ouvir aquela zuadinha deles passando no ouvido. Até eu fiquei irritada. Mas conseguimos acalmar Leah e ela ficou um pouco no carro enquanto a gente armava a barraca. Com um pouco de tempo ela ficou mais corajosa pra sair, e  ajudar com a barraca, mas tinha que ficar bem perto de mim ou do papai, pra ela a gente a protegia dos mosquitos. 

As meninas amaram e fizeram a farra correndo de um lado pro outro dentro da barraca. Depois que fizemos a fogueira os mosquitos se espalharam e já não aperreavam mais tanto e todo mundo começou a curtir mais o acampamento. 




Fizemos hot dogs para o jantar e de sobremesa, S'mores (bolacha com chocolate e marshmallow). Pena que não peguei uma foto dela assando os marshmalows que tanto queria, mas vai uma com os hot dogs mesmo. 


Quando escureceu nos divertimos com a lanterna dentro da barraca, fazendo sombras. Felizmente havia um banheiro próximo que dava pra andar até lá. Na ida ao banheiro antes de dormir achamos um lugar com um banquinho bem em frente à lua que estava lindíssima e logo abaixo passava um rio, estava muito escuro pra ver o rio, mas dava pra ouvir a água correndo e um pouco da luz da lua refletindo na água. Lindo e relaxante, me senti tão bem e feliz em estar alí com minha família. 

A hora de dormir, foi uma bagunça. Havíamos tentado botar Kylie pra dormir mais cedo, sem sucesso. Quando resolvemos todos nos deitar, Kylie estava uma pilha, achando uma graça todo mundo alí juntos e não parava de correr de um lado pra o outro dando risadas e bagunçando com Leah. Eu estava tentando evitar dar de mamar e mesmo que ela havia acabado de tomar uma mamadeira, ela só se aquietou quando mamou.

Alex e eu acordamos no meio da noite com a zuada de um racoon (guaxinim) vasculhando nosso lixo e tentando pegar nossa comida. De manhã Alex contou pra Leah que um guaxinim tinha tentado pegar nossa comida mas que ele não tinha deixado, e Leah responde "Mas papai, nós devemos compartilhar com os animais!"

Eu havia pensando tanto no que levar para café da manhã e logo que acordou Leah falou que queria comer mais S'mores, antes que eu pudesse falar alguma coisa ela e o pai já estavam na fogueira assando mais marshmallows ;) Depois de comer saímos para caminhar e fomos até uma "prainha" na beira do rio. 

 Kylie dormiu de roncar na cacunda do papai.

Como estávamos com pouco tempo porque Alex ainda tinha que ir trabalhar, eu fiquei com as meninas brincando no rio enquanto ele voltou pra desarmar a barraca e pegar as coisas. 


Com frio, mas não saiam da água de jeito nenhum.


Leah se divertiu muito pegando girinos na água.



Já Kylie, queria pegar os patos.



Quando Alex voltou tiramos as meninas da água e fizemos um picnic pro almoço. Na verdade comemos em pé, tentado fugir dos mosquitos. Depois fizemos um pouco de uma trilha subindo uma montanha. Foram muitos degraus mas Leah estava adorando e não reclamou nadinha, só reclamou quando dissemos que tínhamos que voltar, ela queria continuar subindo!   


A chuva nos refrescou, imagino o calor que seria se estivesse ensolarado. A subida foi ficando mais íngreme, com muitas pedras e escorregadio. Nosso ponto de retorno foi após vermos essa pedra com duas "cavernas".






Depois da trilha voltamos pra casa. Apesar de rápido foi bem divertido, as meninas curtiram muito e queremos voltar pra ficar mais tempo, quem sabe no próximo verão.

12 comentários :

  1. Que delícia! Meu marido também adora esse tipo de atividade, mas ainda não me convenceu! Quem sabe um dia né? x

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nivea, é eu acho que uma atividade que vale a pena ser vivida. Mesmo que seja pra concluir que não é pra você. hehe Há os que amem e há os que odeiem. Mas todo criança ama, e o que agente não faz pelos filhos né? Beijos

      Excluir
  2. Imagino como tenha sido relaxante mesmo! As fotos estao lindas!!! As meninas mais ainda.
    Eu amo acampar, mas com dois pequenos ainda nao tenho coragem..
    E eu levo mta coisa kkkk ate penico.
    Sinto saudade ate de viajar de moto com meu marido. Rsrs
    Acho q quando tiver a casa pronta vou fazer um acampamento de mentirinha no quintal de casa kkkkkk. Acho.
    E sempre mt bom tirar um tempo pra familia!
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu sabe que aqui é comum o pessoal acampar no quintal de casa? As crianças curtem e você nem precisa sair de casa. :)

      Excluir
  3. Aperrear? Cacunda? Dayane.... você me mata de saudade do Nordeste! :)

    Olha "eu queria poder assar marshmallows na fogueira" é uma frase que escuto bastante aqui. Inclusive hj, teve excursão com a turma na floresta e ela perguntou se teria os benditos. Eu gosto desse tipo de programa. Só falta encorajar meu marido! :)

    Adorei as fotos e a narrativa! Tao bom ter você de volta a blogosfera! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha Cíntia, agora eu quero saber como vocês chamam cacunda lá no sul?
      Arrasta o marido, é uma experiência muito boa pra crianças e adultos. ;)

      Excluir
  4. Dayane você é muito corajosa! Admiro vc... rs rs rs Sabe que meu marido também é fã dessas aventuras, mas eu sempre fico com receio! Hoje morando fora do Brasil acho super importante essa experiência e as crianças vivam intensamente! Que farra que fizeram... Muito bom!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Celi, não tem o que se preocupar, é tudo tão tranquilo. E as crianças curtem tanto que a gente nem pensa em mais nada.

      Excluir
  5. nossa que delicia, eu não tenho coragem sou medrosa sabe,daquelas que tem medo ate de aranha, de mosquito kkk as fotos ficaram lindissimas bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahah Aline, nesse caso vale acampar no quintal, ou na sala mesmo. hehehe

      Excluir
  6. aaaaaaaaah delicia tudo isso!
    eu amo essas programações em família, por aqui já fomos acampar duas vezes com a Lavinia, diversão garantida :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal né Renata? Eu adorei, só queria poder exterminar todos os mosquitos no raio de um quilometro. hehehe

      Excluir